DIRETOR DE ‘TROUBLED TIMES’ DESCREVE EM DETALHES COMO FOI A PRODUÇÃO DO LYRIC VIDEO

Depois de ter trazido três entrevistas exclusivas, com o diretor do documentário ‘Heart Like a Hand Grenade’, o responsável pelo lyric de ‘Bang Bang’ e conseguir revelações sobre o clipe oficial de ‘Still Breathing’ com o diretor P.R. Brown, hoje, publicamos nossa conversa com Manuel Alejandro Viqueira Carballal.


Foto: Reprodução/El Correo Gallego

Na entrevista, Manu descreve detalhadamente pontos interessantes da produção do último lyric video da banda, ‘Troubled Times’, seu contato com o trio e como foi a experiência de voltar a produzir um videoclipe após 11 anos. Leia:


Qual foi o tempo e o prazo de produção do vídeo?


Então, tiveram dois prazos. Eu recebi o primeiro email no dia 17 de outubro. O clipe era sobre a bagunça da guerra, o Bataclán. Eu tinha que entregar o trabalho no dia 16 de dezembro. Eu estava saindo de lua de mel do 1 ao 24 de novembro. Em 9 de novembro, Trump é eleito presidente e no dia 11 me pediram que o trabalho tratasse sobre os sufragistas, direitos civis e as eleições. A nova data limite era o 20 de janeiro: o dia da cerimônia de posse do Trump! Eu estava viajando nas Filipinas e tive que começar a trabalhar no roteiro lá… mas desde o dia 25 de novembro foi tudo uma correria. Finalmente, a estreia foi o dia 16 de janeiro, dia do Martin Luther King, protagonista do clipe. Eu achei uma muito boa ideia.


Você teve total liberdade para produzir o lyric vídeo?


Eles só me falaram da temática. As referencias eram os lyric vídeos de Green Day anteriores, o meu trabalho, o meu estilo…. Eles permitiram-me voar com a imaginação. Eu só não deveria passar dos limites com o Trump, mas, no final, eles não tiraram quase nada! [risos]


Você teve contato direto com algum dos integrantes ou a banda?


O intermediário sempre foi Devin Sarno, supervisor chefe de vídeos na Warner Bros. A banda estava muito ocupada em turnê, viajando… teve uma hora que eles apareciam em todos os shows da TV. Devin acompanhava a supervisão, perguntava para eles as minhas dúvidas e eu escutava as propostas deles. Assim… o Devin escrevia o que a banda falava. Do tipo: “A banda está adorando os desenhos que você repassou e eles confiam nas suas decisões…”, “A pessoa encarregada do marketing de Green Day falou que seu trabalho é das melhores coisas que ele já viu nesse ano…”


Houve pedidos para colocar referências ou temas em específico no vídeo?


No cartaz de “Warning” que aparece no vídeo eu tinha colocado um mexicano… Foi o Devin que resolveu referenciar o disco “Warning” e eu achei uma ideia muito boa. Porém, eu trabalhei com as capas de todos os discos nesses meses na frente do teclado!


Em sua visão, qual a mensagem central do videoclipe? Ele é recado direto a Donald Trump?


Não é tanto uma mensagem para o Trump, mas sim para quem votou nele. Sobre as consequências que pode trazer, estragar cem anos de progresso em apenas um dia de eleição (essa ideia aparece com o voto e a foto de sufragistas na lixeira). Ainda tem pessoas que não se importaram muito com isso…


Foto: Reprodução/YouTube/Troubled Times (Official Lyric Video) – Green Day

Você gosta de Green Day? Se sim, quais suas músicas favoritas? Você concorda com o discurso político que a banda descreve nas novas músicas?


Eu sou fã de Green Day desde criança. Os meus discos favoritos são Dookie, Insomniac, American Idiot e Revolution Radio. Quando eu fui em NYC, eu assisti o musical “American Idiot” do Green Day com a minha namorada. Você pode imaginar o sonho que foi todo esse processo para mim?! Foi tudo muito lindo. Eu adoro escutar músicas como as do Green Day, que defendem a liberdade.


Você esperava ter grande repercussão com este vídeo? Como esta sendo para você? Ele já atingiu a marca de 2.2mi de visualizações em poucos dias.


As reproduções estão indo muito bem, especialmente, na primeira semana. Quando a posse do Trump começou… eu achava que aconteceria ao contrario... Sim, para mim foi muito legal. Muitas bandas de música entraram em contato comigo. De fato, já estou trabalhando num clipe de Soziedad Alcohólika, uma banda espanhola de Punk/Trash metal que é muito politizada também. Agora, eu tenho que escolher quais serão os próximos projetos. Adoro o tema político, mas também gosto de muitos outros estilos, como a festa e o amor! [risos].


Foi seu primeiro trabalho dirigido a música ou você já trabalhou com outras bandas?


O minha tese final na faculdade foi sobre clipes de música. É a coisa que eu mais gosto. Eu comecei fazendo muitos clipes enquanto era estudante, mas quando você entra no setor audiovisual para ganhar dinheiro fica sem tempo para desenvolver a sua paixão, a razão pela que você se iniciou nesse mundo… Nesse ano eu peguei uma crise criativa porque já tinha 11 anos sem realizar um clipe musical. Queria muito fazer clipes. Já tinha muita experiência e melhorei muito tecnicamente. Eu já estava quase fazendo um clipe de graça na Espanha no mês de dezembro quando Green Day me encomenda um clipe. Foi um sonho.


Agora, depois do lançamento, você mudaria algo nele? (no vídeo).


Então, essa é a primeira vez que eu estou plenamente satisfeito com um trabalho. Apenas ficou fora do clipe o número 45 (Trump foi eleito o presidente com número 45). Eu tinha vontade de colocar isso como um número maldito do tipo 666. A ideia bateu só no dia da entrega, mas não teve tempo de fazer esse arranjo.


Para finalizar, como foi trabalhar e produzir algo com o Green Day?


Foi um sonho que virou realidade desde a hora que eu li o email. Uma viagem incrível desde o inicio até o fim. Tanto pelo relacionamento com o Devin, quanto pela banda. Eles fizeram todo o processo muito fácil, divertido, alentador,… Confiaram em mim, me deram liberdade. O fato deles gostarem das minhas ideias me fez chorar de emoção muitas vezes. Acho que eu vou imprimir várias frases dos emails e colocar numa moldura e pendurar elas no meu escritório! [risos]


Desde os primeiros contatos realizados em Janeiro, Carballal se mostrou ser muito solícito e gente boa conosco. Como ele deixou claro em sua entrevista, ele é fã assim como nós.


Porém, obtivemos suas respostas somente em fevereiro, fato super normal em matérias do tipo, mas com o Manu foi diferente. Ele como forma de “se desculpar” pelo atraso nós deu um presente… colocou o nosso logo em um trecho do lyric de ‘Troubled Times’, como você pode conferir abaixo em GIF:



Por isso, agradecemos MUITO a ele pelo seu tempo dedicado a gente e ao belo vídeo feito para o Green Day. Valeu Manu!



ACOMPANHE PELO INSTAGRAM

© 2019 por Green Day Brasil. Todos os direitos reservados.

LOGO-BOLINHA-BRANCO.png