ACOMPANHE PELO INSTAGRAM

© 2019 por Green Day Brasil. Todos os direitos reservados.

LOGO-BOLINHA-BRANCO.png

REVISTA KERRANG! AVALIA ‘ORDINARY WORLD’, FILME ESTRELADO POR BILLIE JOE

A revista inglesa Kerrang! trouxe em sua edição de 14 de setembro um review de Ordinary World, filme estrelado por Billie Joe e que será lançado simultaneamente em DVD/Blu-ray e nos cinemas no dia 14 de outubro.


O filme foi gravado há cerca de dois anos e conta a história de Perry (Billie Joe), um pai de família passando por uma crise de meia idade que, em seu aniversário de 40 anos, decide reviver seu passado punk rock dando uma festa extravagante na suíte presidencial do Drake Hotel – onde ele encontra sua bela ex-namorada e antiga parceira de banda que desde então havia crescido na vida.



Abre o olho, Hollywood


O Green Day não apenas está retornando com um novo álbum e uma turnê em estádios no Reino UnidoBillie Joe Armstrong está de volta estrelando um novo filme chamado Ordinary World! O diretor da K!, James McMahon nos conta se aqui se o filmé é de alguma forma bom…


Com exceção da interpretação de um supremacista branco de Marilyn Manson em Sons of Anarchy, e, talvez, forçando a barra, alguns filmes que Courtney Love estrelou durante os anos 90, a prática de rockstars se tornando atores não é algo que mantém um alto nível. Sem desrespeitar Chester Bennington, mas seu final confuso em Jogos Mortais 3D dificilmente sugere que o herói do Linkin Park era o herdeiro de Laurenco Olivier.


Ordinary World, primeiro filme onde Billie Joe interpreta o papel principal (anteriormente ele teve participações menores em Nurse Jackie e Like Sunday, Like Rain, bem como a participação especial na comédia This is 40), sugere que o vocalista do Green Day pode ser a exceção à regra. O filme, que estreio sob o nome de Geezer no Tribeca Film Festival no início deste ano, é um filme sobre crescer o deixar de lado coisas infantis, construído ao redor de Perry, personagem de Billie Joe, um cara indie-rock de cerca de 40 anos que relutantemente – e talvez acidentalmente – trocou a glória do punk rock pela paternidade e vida em família. Sendo absolutamente amável.


Ordinary World é um fascinante apêndice da sonoridade do Green Day

Também estrelado por Fred Armisen (Porlandia/Saturday Night Live) como baterista da banda de Perry, Selma Blair (Cruel Intentions), como esposa de Perry e Judy Greer (Arested Development), como um velho empresário (de Joan Jett, que também aparece no filme), para fãs de Green Day, Ordinary World pode inicialmente provar ser algo desorientador no início. Aceitar Billie Joe sendo qualquer coisa que não seja Billie Joe leva um tempo para se acostumar, mas após uns 20 minutos, ele é Perry – essencialmente uma versão mais calorosa da jeito imaturo e idiota de Rivers Cuomo. O filme, escrito e dirigido pelo relativamente novo cineasta Lee Kirk, talvez nunca seja um filme para rir alto – tem, também, 30 minutos no meio do filme onde a passagem de tempo se arrasta – mas é bastante encantador.


Também é inquestionável que fãs de Green Day terão muitos motivos para curtir o filme. A música, por exemplo (toda escrita por Billie Joe), é um fascinante apêndice da sonoridade do Green Day. O filme inspirou a apaixonante música tema (que também estará no 12º álbum do Green Day, Revolution Radio) que irá premiar o filme de forma significante quando a história completa da banda for escrita. Damos 3Ks (Nota da tradução: a avaliação da Kerrang vai até 5Ks) para o filme e 4Ks para a performance de Billie Joe – interpretar um músico fracassado de punk rock deve ter sido um desafio para o mais bem sucedido comercialmente músico de punk rock de todos os tempos – e 5Ks para o quão animada a Kerrang! ficou quando Briam Baumgartner (Kevin de U.S. Office) apareceu na tela.